Guerra de Egos Microsoft vs Sony

Guerra de Egos Microsoft vs Sony
 

Foi a mesma coisa das outras vezes, Xbox 360 vs PS3 ou Xbox 720 vs PS4. E em algum momento aconteceu Nintendo vs Playstation. Ultimamente estamos vendo um grande tumulto nos blogs e fóruns sobre os consoles da próxima geração, e o motivo é sempre o mesmo, Microsoft vs Sony.

Tão certo quanto chuva cair do céu, é o lançamento das duas novas plataformas das gigantes, e ambas com supermáquinas preparadas para o rojão dessa nova leva de games ultrarrealistas que estamos começando a ver nos previews e nos canais do youtube.

Bill GatesSe por um lado existe analista dizendo que a Microsoft irá acabar com a divisão de games porque entrou em espiral de queda-livre, do outro existe o fato da Sony estar vendendo uma sede a qual foi estável por cerca de 20 anos. Pesando isto, poderíamos dizer que ambas estão quebrando?

E em uma linha unilateral às duas empresas, temos a Nintendo com o Wii U, que não é top de linha em questão de hardware e nem será a única com dispositivo joypad-tablet-console-tv, pois existem muitos outros que prometem ameaçar a Big N nesse quesito como já citamos.

Para mim não faz o menor sentido essa guerra de egos, uma vez que a Sony não estaria investindo pesado em um novo console super poderoso e se arriscando em trocar um dos seus pilares, que é o  DualShok, se as coisas estivessem indo ruins. Em contrapartida, a Microsoft também não estaria se comprometendo com projetos “acopláveis” à sua nova máquina multi-funções, seu console. Projetos como Ilumiroom, Kinect 2.0, integração Windows 8, Xbox, Windows Phone 8 e PC, estão consumindo recursos, e repito, quem está passando por dificuldades não arrisca com dinheiro.

PS3_vs_Xbox360

PS3_vs_Xbox360

 

É fácil de perceber o cenário atual quando vemos que a Microsoft não depende exclusivamente do ramo de jogos para sobreviver, assim como a Sony. Ambas retiram do mercado com vários outros produtos e serviços o suficiente para segurar uma divisão que esteja em maus lençóis, no caso o setor de games. A única empresa que precisa se preocupar por enquanto é a Nintendo, pois seu negócio é Videogame, não há demais produtos e serviços sendo vendidos pela marca. Aumentado ainda mais a dificuldade mercadológica da Nintendo temos uma grande quantidade de geringonças sendo lançadas com preço baixo e concorrendo diretamente com seu novo console.

Venda Atari 2600

Venda Atari 2600

A Atari já pediu pra sair. Certo, foi uma jogada que a empresa fez, saiu antes de perder tudo. Para o mercado isso não significa nada. Entretanto para nós, consumidores, players, tem um valor de peso, perdemos uma das empresas que contribuíram bastante com nossa infância publicando seus títulos, esse valor é principalmente sentimental.

O fato é, se qualquer uma das três grandes empresas sair do ramo, quem perde somos nós. De todas as formas. Não haver concorrência é um fator negativo em todos os aspectos, seja mercadológico seja consumidor, seja evolução tecnológica. Não haverá guerra de preços, haverá O preço. Não teremos também o direito de ter raiva de uma e mudar para a outra endeusando ela por não ter tido problemas. Em resumo, só nós, meros jogadores, perdemos.

game_over_atari_pacman

Leave A Response

You must be logged in to post a comment.